segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Dezembro - Em Cima como em baixo, em baixo como em cima



Olá a todos!

Já lá vai algum tempo, mas tantas experiências ricas em energia e Consciência se sucederam nos últimos meses. Direi que desde Agosto e desde o retiro na Serra da Estrela (ou já talvez desde meados de Maio?), houve uma expansão e plasmagem de potenciais que se têm revelado enriquecedores em integração e realização, mais abertura, mais permissão, mais percepção. E com isso muitos ajustes, mais mil e uma transmutações, o desconforto de deixar a zona de conforto, o vazio que parece surgir com o novo.

O Novo... lembras-te do texto de início do ano? ah! continuamos a descobrir - devagar devagarinho é certo - o que é o novo, mas está a vir.

Estava a ver imagens para esta fase de Solstício-Natal e a que naturalmente se destacou  foi esta da Fénix, não apenas por ser a Fénix renascida das cinzas, mas por esse espelhar do equilíbrio dos elementos. A nova energia é cristalina, o fogo é cristalino, é vida, é nascimento, é pureza, limpidez e transparência.

Das cinzas virá o Novo. Equilíbrio dos elementais, o reino dévico numa tónica de respeito, integridade, vitalidade, fecundidade. É ou não um belo potencial? Porque não escolhê-lo?

'Em cima como em baixo, em baixo como em cima' é uma daquelas máximas pitagóricas bem conhecidas e um dos princípios da multidimensionalidade. Para nós nesta fase de transição de Dezembro-Janeiro, torna-se sinónimo dessa transfiguração em curso: tu abres-te, tu permites o divino, o Mestre em Ti na tua vida, essa infusão de bençãos/ajustes/renovações/desapegos, mas do mesmo modo o Mestre em Ti aproxima-se do humano e também se enriquece dessas experiências do humano, desta vivência sensorial da fisicalidade. A melodia humano-divino ganha novos acordes, a dança da fusão e infusão ganha novo ritmo e a nova Presença é visível. Visível talvez não aos olhos do humano, mas aos olhos do coração, sentível se preferires.

Habituámo-nos em milénios de Patriarcado a olhar para o alto como sinal de grandeza, salvação, sucesso. Esquecemo-nos que sendo espelho fractal do Alto, essa grandeza, salvação estão em nós. Sucesso? ilusão.

Marco de profunda transformação e realização consciencial em 2017 para mim foi 'The Wound of Adam' /Ferida de Adão, material do Crimson Circle para a integração do Sagrado Masculino e, assim, o equilíbrio do Sagrado Feminino. Uma revolução interior profunda e intensa. desde que em final do ano passado se falava que iria ser apresentado, aguardava com excitação por sentir que algo de extraordinário estava pestes e revelar-se. Assim foi para mim. E os potenciais para o colectivo também começaram a revelar essa integração e equilíbrio. Por isso todas estas revelações em catadupa de assédio e abuso em lugares de topo dos grandes do poder não me surpreenderam. A Consciência está aí a irradiar e aclamar por Integridade. Verdade. Daí também sentir que será uma revolução quando estrear o novo filme da vida de Jesus com Maria Madalena como protagonista. A polémica será inevitável. Os velhos do Restelo virão Todos, os sectaristas e fundamentalistas também - não só cristãos, mas de outras religiões, pois sentirão o pavor desse iluminar do Feminino.
Estranho, não é? no final trata-se apenas de Amor e Perdão, Conversão de Coração e Vida.

Em cima como em baixo. A tua Essência tem esse equilíbrio de Feminino e Masculino. Não há separação. Há dinâmicas de interação e complementaridade. Doçura com firmeza.
Tu abres-te a viver em amor e compaixão por ti mesmo, libertas o passado e a bagagem da dor e sofrimento, aceitas o corpo, a mente e o espírito, segues leve e a clareza da simples sabedoria da Alma - qual gotículas de Éter Primordial - começam a jorrar na tua Vida, agora já não nos automatismos,  nãos nos imediatismos pseudo-satisfatórios-ilusórios, nas hipnoses, mas nessa riqueza sensorial de conteúdos, de vivências, significados e desígnios. Tudo é para o teu Bem Supremo. Tudo é para tua iluminação.

Em baixo como em cima. Tu despojas-te de tudo o que não te pertence (anos a falar disto!), de tudo que é velho e tóxico em ti, tens coragem de olhar as máscaras do feeding, do vírus de consciência de frente e clamas por 'Basta!'. Tu assumes a responsabilidade pela tua existência, sais do jogo e dos dramas, atreveste-te a começar a ser a tua prioridade e até a amar-te (?!!), finalmente o primeiro mandamento a encontrar expressão: 'ama-te e ao teu próximo da mesma maneira...' (a mudança é intencional pois está visto que ninguém percebeu a alteração introduzida por Yeshua) '... assim amas Deus também'. É no instante do teu Sim à Vida que se abre o portal da renovação, das 'curas', do renascimento, das bençãos, da integração, das muitas ascensões, da autonomia e soberania. Alegria de Viver, Paixão de Ser. o divino apenas aguarda esse instante em que o humano se entrega, se abre a libertar-se.

 Tem este planeta futuro? não importa. O futuro nesta linearidade não existe ainda. Na multidimensionalidade de ser os potenciais são imensos e existem apenas no Agora. Ah... e aí quais são as tuas escolhas? sim, quais são as tuas desculpas para adiar e estar nas distraçõezinhas tão simpáticas (como o Natal) de ser um humano pequenino cá 'em baixo' e deixar a Alma/o Eu Superior/o Mestre 'lá em cima'.

E lembro-me do meu sobrinho a cantar: 'Lá em cima está o tiro liro liro, lá em baixo está o tiro liro ló. Juntaram-se os dois à esquina, a tocar a concertina, a dançar o solidó!' :)
Porque não?
Humano e divino em expressão harmoniosa, comunhão de Ser.

E Portugal no meio de tanta cinza? não importa. Renascer das cinzas é o potencial da Fénix. Agora e em cada respiração consciente a energia é em movimento, em comunicação. A semente morre para dar fruto. Que escolhes tu? Ser fénix, ser criador ou manteres-te vítima/'condicionado a', repetidor?... Ficar na matrix e ser normal, o conforto do alimento ao fim do mês, a sensação de satisfação da app, do smartphone, dos saldos, e sei lá mais o quê. A coragem de permitir que as flores e os frutos sejam reais vem com integridade, respeito, perseverança, perdão e auto-perdão, aceitação e confiança. A água que purifica é a liberdade de ser. A vida é o sonho da alegria. O amor é a respiração de Consciência.

Que assim seja, digo eu.

E assim é, para mim pelo menos.

(E 'Não sou o único a olhar o céu', sim? 'Adeus aos meus amores que eu me vou para outro mundo' de Ahmyo, claro)

Eu Sou

Patrícia Almeida

Por aqui a Cristalinar entre as dimensões, a criar novas realidades e plataformas
estreladavida.estreladaaurora@gmail.com

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

E.V.E.A. 10 anos a Cristalinar!












É














É verdade, já lá vão 10 anos a Cristalinar por aqui! Foi em fins de Outubro, princípios de Novembro de 2007, que começámos a nossa Presença na Rua da Saudade :-) e a nossa entrega e dedicação cada vez mais empenhada nesta partilha de Despertar de Consciência Crística, auto-Conhecimento, Ascensão, Harmonização, Cura.

Em profundo reconhecimento a todos os que se cruzaram comigo nestes 10 anos, fosse nas consultas, nos cursos, nas sessões de grupo. Muitos estiveram e partiram, outros foram e voltaram, alguns ficaram e partilharam este desvelar dessa viagem pelos mundos das energias, da multidimensionalidade, de fractais de geometria sagrada, de consciência. 

Houve naturalmente mudanças na percepção das realidades, aprendizagens, desapegos, o transcender de ilusões e desilusões, muita alquimia e metamorfose, mil e um renascimentos... um estreitecer de laços com os Amigos do outro lado dos véus, muita integração de aspectos, muita transmutação (alguma bem ruidosa!), muito maravilhar com as belezas de ser mais e mais cristalino.
A escolha de enveredar por uma aproximação 100% à espiritualidade e energias, aos reinos angelicais e celestiais, teve os seus desafios, teve as suas bençãos e, estas sempre se revelaram muito mais significativas, impulsos de crescimento e expansão. para mim, foi o encontrar do Amor e Compaixão em mim, essa dança de Sagrado Feminino e Sagrado Masculino, a respiração leve da Divina Presença Eu Sou. Do Reiki e Cura Quântica Estelar, das energias à Consciência, da descoberta da Rede Cristalina da Ascensão aos potenciais de realização da iluminação. 

Hummm...
Sim, Eu Estou Aqui.
Construindo pontes, desvelando e revelando a Vida nessa(s) Nova(s) Terra(s), espelhando potenciais do Centro do Ser, desmitificando, conectando ao sopro de Liberdade da Alma e da Centelha Divina em cada Ser.

Temos previstas grandes celebrações, algumas ainda em incubação. Espero contar contigo!

Bem haja a todos!

Patrícia 
  & Cª 

Porto, Portugal, Europa, Urantia, Teta, Nebadon, Orvoton

(texto em desenvolvimento) 

domingo, 14 de maio de 2017

Esta semana VI






































E ontem 13 de Maio de 2017

tivemos mais um desses dias mágicos e inesquecíveis.

Há quem veja os sinais astrológicos, eu  a certa altura vi-me a observar a numerologia: 13+5+2+17=  1, domês do 5 ano da Nova era de Consciência (o qual é também um ano 1 (2+0+1+7)

Lima de Freitas, autor desta pintura - O Enviado do 515 ou Cavaleiro do 515 - e autor de textos dedicados a este tema específico foi aquele que mais recentemente abordou essa tradição oculta e mística de Portugal (tem livro, mas há texto encontrável na net).
O 515 como código, chave encriptada para o Desígnio, presença e revelação de consciência em terras lusas, presente em Tomar e em diversas obras artísticas o longo do tempo. Insígnia de Fogo.


"Determinados aspectos deste número ligam-no ao nome divino Shaddai (ou El-Shaddai), nome que se liga à omnipotência de Deus mas também – o que tem importância na nossa perspectiva actual – à ideia de medida, de relação, com o aspecto construtor da Divindade. A sua voz, por outro lado, como a do anjo Yahwé, o misterioso Metatron da tradição Kabalística, é a do trovão; convirá talvez recordar aqui que os apóstolos João e Tiago foram qualificados por Cristo como «Filhos do Trovão»
(...)
Mas há mais. Metatron, enquanto manifestação angélica central do Princípio divino, está necessariamente presente, como o sublinha Jean Tourniac, em Cristo Jesus, cuja natureza humana reflecte um aspecto do Shaddai. Enquanto Palavra, «Deus nascido de Deus», Cristo, forma hu­mana do Princípio, recapitula por sua vez os estádios intermédios da ma­nifestação e os estados superiores do ser e, nessa qualidade, é Metatron que é um aspecto de Cristo. Em Cristo, Metatron é a imagem dos dois triân­gulos entrelaçados do «escudo de David» e esta imagem representa a união das duas naturezas. É devido a esta coincidência entre Metatron e Cristo que o símbolo judeu do Shaddai – o Nome no centro do «escudo de Da­vid» – serviu por vezes aos primeiros cristãos para designar Cristo, sendo as três letras do nome de Shaddai (schin, daleth, iod) colocadas em relação ora com a Trindade ora, pelas iniciais, com Salomão, David e Jesus. Este aspecto de Cristo é sobretudo importante aquando da sua ressurreição, que integra toda a manifestação na Omnipotência do Shaddai: «Foi-me dado todo o poder no Céu e na Terra» (Mateus, 28, 18)."

Lima de Freitas fala ainda de "sentimento profundamente enraizado na Lusitânia, o de uma missão profética por cumprir. (...)
"Haveria muito para comentar sobre esta concordância que, de uma forma talvez inesperada, liga o Portugal do início do século XVI, onde convergem, num ideal de unificação, o Cristianismo, o Templarismo, o Profetismo, assim como as tradições judaica e islâmica, à inspiração de Dante, dois séculos antes, onde se reúnem as influências do Templo, do Joaquinismo profético, do misticismo sufi e também, ainda que discuti­velmente, a da kabbalah judaica estruturada na árvore dos Sefirot.
(...)" [Cf. Lima de FREITAS - Porto do Graal: a riqueza ocultada da tradição mítico-espiritual portuguesa. Lisboa: Esquilo Edições e Multimédia, Lda, 2006]

5-1-5

Um sopro de paz, presença de realização.
É possível sentir que ir além da leitura de Lima de Freitas nesta nova era de Consciência.
Equilíbrio de Feminino e Masculino
Nova Energia
Presentificação do sonho no transcender das barreiras, no elevar da substância, no fazer o Novo já.
A era de aguardar aquele que vem das brumas passou. Nós somos Aqueles por quem temos esperado. Despertando, integrando, assumindo os dons de Consciência Crística Mahatma, Sendo o Eu Sou.

E uma era de criatividade, fraternidade em novas frequências?

Confesso o deleite,a profunda satisfação de ter visto o grande final de um dia extraordinário de celebração mariana, das múltiplas facetas e layers dessa presença, de vivência espiritual íntima para uns, de respiração consciente e soberana para outros, ser nessa celebração artística, musical, na sua pureza da tradição lírica nacional, por um jovem de voz cristalina, alma sensível, despojado e livre - Presença bem diferente do arquétipo que tem sido impingido ... 

E em português língua 'mátria' (lembrando Natália Correia), "que a minha pátria é a língua portuguesa" ( Fernando Pessoa/Bernardo Soares) e será ela a base comum desse 'Império do Espírito Santo' (Agostinho da Silva)?!... se já viram os ecos nas redes sociais de pessoas a cantar português (ou algo que soa como tal ;)) pelos 4 cantos do planeta???

Será que afinal Art wil change the world como dizia o amigo Adamus? Porque não? novo paradigma?

Há aqueles que continuarão à espera de mais sinais, de mais merecimento, de mais líderes, de mais isto e mais aquilo. A hora É.

Canção 11 na Eurovisão com a pontuação mais alta de sempre 758 pontos = 11...

Expansão de Consciência

Serve?


Patrícia Almeida






Salvador Sobral - Amar Pelos Dois (Thought of You by Ryan Woodward) from Creativehole on Vimeo.