terça-feira, 19 de abril de 2011

Rede Cristalina - sessão de 13 de Abril

imagem retirada da net

Na sessão de partilha da Rede Cristalina da semana passada, viajámos pelo Atlântico com o nosso Pakauwah, cruzámos o Cabo da Boa Esperança sentindo a diversidade de nuances na energia, perpassando dimensões, e subimos o Índico, passámos ao Pacífico até ao mar do Japão. Espreitámos aí todas as alterações energéticas -agora que já lá vai mais de um mês sobre o grande terramoto -, mas avançámos para o Mar de Bering para uma série de experiências. Foi interessante... :D explorando o gelo glaciar em cambiantes de azul... Om Ariel!

imagens retirada da net

Diz-nos a Wikipédia que:

  «O mar de Bering é uma extensão marítima no extremo norte do oceano Pacífico com mais de 2 000 000 km² de área. Está limitado a norte pelo Alasca, estreito de Bering (que o liga ao Oceano Ártico) e noroeste da Sibéria e a sul pela península do Alasca e Ilhas Aleutas. O mar recebeu o nome do seu descobridor, o navegador dinamarquês Vitus Bering.
Durante a última era glacial, o nível do mar baixou o suficiente para permitir que o homem e outros animais migrassem da Ásia para a América do Norte por terra. Chama-se muitas vezes a este fenómeno "Ponte Terrestre de Bering".

História
No Tempo da Rússia Imperial, as terras do Alasca pertenciam ao Império Russo. Em 1867 os Estados Unidos da América compraram as terras da Asia por cerca de apenas 25,2 milhões de dólares. Os E.U.A. ficaram com as rochas ocidentais do Estreito de Bering.»
Um mapa interessante Aqui e este:

imagem retirada da net

2 comentários:

Um Urso disse...

E foi uma experiência maravilhosa e intensa, muito gelo à mistura... um olhar diferente no espaço e no tempo...

Oh-Be-Ahm

P Cristininha disse...

E a nossa experiência pelas Canárias? o feedback foi excelente. Havemos de repetir.
Namastê